Entendendo a movimentação financeira resultante de vendas

De Wiki Uniplus
Ir para: navegação, pesquisa

Conceito

Basicamente, no caso das vendas há duas situações no Uniplus que geram movimentação financeira:

  • as vendas realizadas pelo PDV;
  • aquelas vendas que são realizadas pelo Retaguarda.


Neste artigo vamos explicar o fluxo do financeiro resultante desse tipo de operação, os registros que são gerados e como fazer a verificação deles. No final temos uma tabela comparativa entre as duas situações.


Vendas realizadas no PDV

Como podemos ver neste artigo, o PDV é o módulo responsável por rodar no Frente de Caixa, local do estabelecimento que concentra as vendas e emite os cupons fiscais.


Quando uma venda é finalizada no PDV, o comportamento do Uniplus em relação aos recursos financeiros vai depender, entre outras coisas, da forma como o cliente final está pagando a despesa.


Por exemplo, pagamentos realizados em Crediário, Cheque e Cartões (débito ou crédito) são lançados no Contas a Receber. Isso acontece porque esses finalizadores (meios de pagamento) são, na verdade, uma promessa de pagamento. No caso de crediário e cheque, o estabelecimento acredita que o cliente vai honrar com o pagamento na data negociada. No caso dos cartões, o estabelecimento confia que a administradora de cartões fará o repasse de valores na data estabelecida em contrato. Os documentos gerados podem ser consultados em Financeiro → Contas a receber. Há, porém, situações em que esta gravação no Contas a Receber não é feita devido a configurações realizadas no meio de pagamento utilizado: Caixa PDV → Cartão, Cheque, Crediário → Configurado ou não para gerar o contas a receber.


Outra situação que tem fluxo de recursos diferentes é quando o valor é recebido em dinheiro vivo. Neste caso, o dinheiro fica no PDV aguardando a retirada, que pode ser feita por Sangria ou Fechamento do caixa. Na retirada, o valor sai do PDV específico e vai para o caixa geral do sistema. Esta movimentação poderá ser consultada no Retaguarda em: Financeiro → Caixa (selecione o caixa “Padrão”).


Finalmente, temos a situação em que o pagamento é realizado por PIX sem integração. O valor gerado pela venda será direcionado para a conta corrente bancária selecionada pelo operador de caixa no PDV. É possível configurar várias contas correntes para apontamento. Vendas finalizadas deste modo dispensam operações de sangria ou fechamento de caixa para transferir o valor, visto que o recurso nem mesmo entra no PDV. Para consultar os valores gerados pelo PIX, acesse o menu Financeiro → Bancos, selecionando a conta corrente cadastrada que foi informada no momento da venda paga com PIX.


Para consultar os valores gerados nas vendas a favor do estabelecimento, independente do finalizador utilizado no PDV, acesse o menu Financeiro → Fechamento do PDV e utilize os filtros necessários para buscar a informação.


Vendas realizadas no Retaguarda

No retaguarda, os valores resultantes de venda são gerados via Faturamento de uma NF-e ou NFS-e. Aqui, diferente do PDV, não são realizadas sangrias ou fechamentos de caixa. Os valores podem ser gerados ou não no contas a receber, dependendo da configuração feita na feita na CFOP utilizada no cabeçalho da nota e da forma de pagamento escolhida.


Quando o finalizador utilizado for dinheiro, o valor será transferido automaticamente para o "Caixa Padrão" configurado. Isso vai acontecer no momento da gravação do documento fiscal em uso. O movimento pode ser consultado no Retaguarda em: Financeiro → Caixa (selecione o “Caixa Padrão”).


Para os casos de finalizador PIX, Depósito e Carteira Digital, será necessário que o usuário indique em qual conta está sendo recebido o valor. No momento da conclusão da venda o valor gerado já vai automaticamente para a conta corrente da apontada na venda. Movimentos gerados com esses meios de pagamento podem ser consultadas no menu Financeiro → Bancos, selecionando a conta corrente que foi informada no finalizador realizado.


Finalmente, se as vendas foram realizadas tendo como meio de pagamento crediário, cartão ou cheque, será alimentado o contas a receber dependendo da configuração feita em Faturamento → Cartão, Cheque → Configurado para gerar ou não as contas a receber. Os documentos gerados nesse tipo de operação podem ser consultados em Financeiro → Contas a receber.


Para obter mais detalhes sobre as movimentações financeiras na venda realizadas pelo Retaguarda, independente do maio de pagamento utilizado, acesse o menu Financeiro → Fechamento do Faturamento.

Tabela comparativa

Tabela-fluxo.jpg
Observação: Configurações específicas nos meios de pagamento podem fazer com que haja variações no fluxo descrito neste artigo. Do mesmo modo, no caso do Retaguarda, a configuração do CFOP usado na NF-e ou NFS-e de venda também podem gerar essas variações.